brazino777
Compartilhe

Sebrae/MT comemora resultados positivos pós COP-28 e amplia debates sobre ações sustentáveis

Sebrae/MT mantém o impulso das ações sustentáveis ​​e amplia resultados após a Conferência Mundial sobre Mudanças Climáticas
PorRedação
brazino777
Compartilhe

Após o encerramento da 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-28), o Sebrae/MT (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) continua seu compromisso de fortalecer e expandir as iniciativas sustentáveis ​​apresentadas em Dubai, nos Emirados Árabes. Nesta terça-feira (19.12), o Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS) foi o palco da continuidade ao diálogo, envolvendo a comunidade, empreendedores e partes interessadas para promover ações concretas que fortaleçam a economia verde e a preservação ambiental no estado.

Entre os casos de sucesso levados à COP-28 e compartilhados durante o evento estão os projetos de ‘Etno e ecoturismo Haliti-Parecis’, ‘Pró-Pantanal’, o ‘CSS – Referência em Sustentabilidade’ e a ‘Consultoria ESG – Selo Tesouro Verde’, os quais representam um compromisso estratégico na construção de um turismo consciente e na preservação de ecossistemas necessários.

O diretor Técnico do Sebrae/MT, André Schelini, destaca que tais iniciativas representam um compromisso estratégico na construção de um turismo consciente e na preservação de ecossistemas além de transformar os pequenos negócios em protagonistas da transição para uma economia de baixo carbono.

“O Sebrae Mato Grosso levou quatro iniciativas de fomento à sustentabilidade durante a COP. Lá apresentamos uma abordagem proativa na implementação desses objetivos alinhados com o desenvolvimento sustentável. Mais do que discursos, entregamos ações tangíveis para efetivamente abordar a transição energética e a redução de emissões de carbono. Essa ênfase na prática foi um dos principais temas discutidos na conferência, destacando a importância de ações concretas para promover a transição para uma economia mais sustentável”, enfatizou.

O cacique Roni Parecis, que também integrou a comitiva mato-grossense em Dubai, participou do painel ‘Pós-Cop’ e destacou a importância do projeto ‘Etno e Ecoturismo Haliti Parecis’, na cidade de Campo Novo do Parecis. Roni, ao reforçar o compromisso com práticas sustentáveis junto à conferência, ressaltou os resultados positivos do turismo sustentável evidenciando não apenas sua capacidade de promoção da visibilidade cultural, mas também de fortalecer o orgulho da identidade indígena.

“Reforçamos a compreensão de que se desejamos lidar com a crise climática e preservar a natureza em sua totalidade, o turismo é um caminho notável a ser seguido. É uma das atividades mais saudáveis que um ser humano pode empreender, respeitando o valor inestimável do planeta. Esse enfoque trará uma geração de indivíduos capazes de moldar o futuro de forma sustentável, agregando valores importantes – espirituais, cosmológicos, culturais e étnicos. Mais importante ainda, isso nos permite vislumbrar um futuro tangível, não apenas um discurso, mas sim uma prática efetiva, impulsionada por altos padrões de sustentabilidade”, afirmou.

Alessandra Umbelino, representante do Brasil Mata Viva (BMV), e Getúlio Vaz, analista técnico do Sebrae/MT, também participaram do painel. O encontro foi transmitido ao vivo e pode ser acessado através deste link.

CSS – referência em sustentabilidade

Engajado no propósito de facilitar a inclusão dos pequenos negócios na nova economia, o Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), que atua na disseminação de conhecimentos de inovação e sustentabilidade, foi apresentado aos participantes da COP-28.

“A nossa participação na COP-28 foi para levar os projetos do Sebrae/MT e apresentar o Centro Sebrae de Sustentabilidade, para empresários, instituições que estavam na Conferência, e o nosso diretor levou as iniciativas e atuações do CSS, que atua com foco em promover o empreendedorismo sustentável”, falou Nager Amui, analista Técnico do CSS, que acompanhou a comitiva à COP-28.

Outro projeto apresentado na Conferência, foi o de ‘Consultoria ESG – Selo Tesouro Verde’, que traz a possibilidade para o empresário adotar práticas de sustentabilidade e aderir aos quesitos ambiental, social e governança com a neutralização dos gases emitidos na atmosfera, por meio de um ativo ambiental de créditos de floresta, para a conservação de florestas nativas.

Pró-Pantanal

Com iniciativas decisivas na promoção de transformação, a instituição ressaltou a relevância do programa Pró-Pantanal, alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e aos temas centrais discutidos durante a conferência.

Criado como um programa de apoio à recuperação econômica do bioma Pantanal, após o recorde histórico de queimadas em 2020 e período pandêmico, o projeto que foi desenvolvido em parceria entre o Sebrae/MT e Sebrae/MS, prevê minimizar os impactos na economia local, somado aos efeitos da pandemia.

Um ponto fundamental da iniciativa é promover o desenvolvimento das lideranças locais nos sete municípios em Mato Grosso – Cáceres, Lambari D’Oeste, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço e Itiquira –, permitindo que implementem agendas sustentáveis ​​com autonomia.

“O Pró-Pantanal está profundamente integrado ao contexto de desenvolvimento territorial, promovendo um ambiente propício aos negócios locais. O programa em menos de três anos de atuação se tornou uma referência, devido ao resultado e impacto positivo alcançado, com estratégias voltadas ao fortalecimento do turismo, gastronomia, bioma, cultura, música, artesanato, entre outras ações que englobam o projeto e promovem a valorização do povo pantaneiro”, ressaltou Cynthia Justino, gestora do Pró-Pantanal, do Sebrae/MT.

Sebrae/MT na COP

O Sebrae Mato Grosso tem marcado presença em várias edições da Conferência do Clima, incluindo a CO-P15, COP-25, COP-26 e COP-27. Essas participações não apenas reforçaram a presença do sistema Sebrae na Conferência do Clima, mas também trouxeram reflexões valiosas sobre o papel dos pequenos negócios na transição para uma nova economia, a economia sustentável.

  • COP 28
  • Sustentabilidade